Páginas

sábado, 24 de outubro de 2015

Jornal Mapa nº 11

Mapa 
Número:11
Páginas:40

Preço: 1€
Encomenda:info.2hand@sapo.pt
Tlm:912 871 616

"Do Editorial:
Da esquerda à direita, todos os partidos políticos se propõem governar de forma a “resolver os problemas do país”. Foi esta a retórica que apelou ao voto e é este o discurso que, decorrendo no terreno do espectáculo e da mediatização, pretende legitimar o regime e empalmar o apodrecimento da democracia. Um jogo permanente, que não se inicia nem se acaba, mas que normalmente sobressai em alturas de campanha. Nas últimas legislativas, tal como noutras votações para cargos de poder, os seus actores tentaram escamotear os valores da abstenção, uma das mais altas de sempre.
Enquanto os políticos portugueses se digladiam por lugares e interesses no parlamento, os fluxos migratórios mostram que as bases desta Europa em que vivemos são a violência dos exércitos e das polícias, e a propaganda racista do “nós” e do “outro”, cujo objectivo é unicamente propagar o ódio contra os mais desprotegidos e fragilizados pelo sistema. Os centros de detenção para migrantes relembram, perigosamente, campos de concentração ou Gulags.
A necessidade que uns têm de alcançar a Europa gera também um boom de fluxos monetários na área da segurança, onde se compram novos drones, barcos, armas e sistemas de monitorização. O Estado português não é excepção e tem disponibilizado meios humanos e materiais nas operações de controlo à migração no mediterrâneo, da agência Frontex. Ao mesmo tempo, negligencia os meios destinados ao socorro a náufragos na costa portu- guesa, deixando os pescadores à sua mercê, como demonstra a recente tragédia com o arrastão Olívia Ribau, na Figueira da Foz. Em operações de salvamento, apenas a banca é prioridade máxima do governo.
O circo eleitoral e os próximos capítulos têm dominado a agenda dos média nos últimos dias, e neste cor- rupio, ignora-se que é também em território português que decorre já o exercício da NATO Trident Juncture 2015, com a consequente invasão das nossas praias. É justamente em algumas destas zonas que se procura petróleo e gás e, a avaliar pelo número de concessões do Estado português à indústria dos combustíveis fósseis, Portugal é já uma zona de férteis investimentos.
Com este número, o jornal MAPA completa o seu terceiro ano de Informação Crítica, e lança a sua 11a edição, desta feita com 40 páginas que continuarão a fazer tremer os cadeirões dos gabinetes."